CONTATO: 291 281 938

E: casa.voluntario@sapo.pt

© 2019 casa do voluntário

QUEM SOMOS

A Casa do Voluntário é uma associação de voluntários de ação social, dotada de personalidade jurídica e sem fins lucrativos, formando e encaminhando voluntários nas áreas da ação social, educação, ambiente e saúde, promovendo atividades de carácter cívico e social em toda a Região Autónoma da Madeira.

Foi Fundada em 2002 na sequência do trabalho desenvolvido no Ano Internacional do Voluntário. A 5 de Dezembro de 2003, Dia Internacional do Voluntariado, tomaram posse os seus primeiros corpos sociais e os atuais tomaram posse a 14 de janeiro de 2013. Desde 2003 a Casa do Voluntário tem sido presidida pelo Prof. Doutor Pedro Telhado Pereira e desde 18 de fevereiro de 2004 é uma instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

MISSÃO, VALORES E VISÃO

A Casa do Voluntário tem como missão a promoção e divulgação do voluntariado na RAM, promovendo uma cultura de trabalho voluntário de uma forma organizada de acordo com a disponibilidade os cidadaos.

A Instituição tem como visão, primeiro, a promoção e divulgação do voluntariado na Região Autónoma da Madeira (RAM) e segundo, a criação de um sistema regular de recrutamento e selecção de voluntários.

E tem como valores primordiais:

  • Todo o cidadão é um potencial voluntário;

  • A prática de voluntariado permite à sociedade um melhor desenvolvimento na qualdidade de vida da comunidade em geral;

  • O trabalho voluntariado é uma das formas pela qual os cidadãos agem para melhorar a qualidade de vida da comunidade;

  • O trabalho de Voluntariado permite o retorno do “bem fazer” para a comunidade e para as pessoas que o realizem;

  • O principio da prática de voluntariado é insdispensável ao desenvolvimento e autonomia da comunidade;

  • O voluntariado organizado permite transmitir à sociedade a importância desta prática, assumindo cada vez mais um papel preponderante ao desenvolvimento da comunidade.

OBJETIVOS

A Casa do Voluntário tem como objetivos:

  • Promover o exercício da cidadania através do serviço voluntário;

  • Gerir uma bolsa de voluntários e de instituições, promovendo o encontro entre a oferta e a procura de voluntários;

  • Organizar e dinamizar ações de formação para voluntários de diferentes idades e em diferentes áreas;

  • Promover o diálogo e a parceria entre as diferentes associações com voluntariado;

  • Promover e divulgar eventos na área do voluntariado a nível regional, nacional e europeu.

Nesta análise achamos que as nossas fraquezas são:

  • A grande necessidade de material para a Casa do Voluntário (computadores, impressoras etc);

  • Necessidade de aumentar a equipa de colaboradores;

  • Necessidade de mais recursos financeiros com de forma a poder crescer e responder às necessidades da sociedade e da instituição.